Google+

quarta-feira, 10 de julho de 2013

TÉCNICAS GERAIS DE CANTO:

POSTURA:
Cabeça ereta sem rigidez. Coluna vertebral na posição vertical, peito ligeiramente elevado e os pés firmes e separados de modo que o peso do corpo fique distribuído e confortavelmente apoiado sobre eles.

RESPIRAÇÃO:
Com o peito ligeiramente elevado, respirar utilizando o músculo diafragma, sem elevar o peito ou ombros. A expansão das costelas circunda todo o peito, especialmente na direção das costelas de baixo, enquanto e diafragma e paredes abdominais permanecem flexíveis pois são essenciais para o controle da emissão de ar.

RELAXAMENTO:
O relaxamento é a liberdade de ação, estado de balanço e equilíbrio ou prontidão para a execução. Não apenas afrouxamento ou inércia. Deve ser entendido como a habilidade necessária para um bom cantar exigindo uma maior delicadeza, balanço e interação dos ajustes musculares ao redor da laringe, pescoço, língua e boca. Ajustes que devem sempre estarem prontos a mudar com grande rapidez durante o canto.

RESSONÂNCIA:
A atividade vibratória da voz engloba várias estruturas: músculos, ossos, ligamentos e cavidades de todo o corpo. O corpo deve ser considerado como um ressonador complexo da voz. A ausência de contração de esforços musculares com o sentimento resultante da completa liberdade assegura uma correta coordenação de todas as partes da região vocal com a máxima ressonância e qualidade vocal.

REGISTRO:
O registro no canto refere-se as mudanças ou paradas na qualidade vocal que ocorrem quando as cordas vocais se reajustam para produzir freqüências altas ou baixas (notas altas ou baixas). A maioria dos cantores que não possuem os benefícios de uma técnica vocal apropriada, sentirão uma notável mudança na qualidade quando eles alcançam determinado ponto na tessitura (alcance vocal) da voz enquanto cantam determinada passagem na escala musical. Esse elevador na voz marca o ponto de transição onde a voz de peito termina e a voz de cabeça começa. A sensação de mudança de registro, o qual pode flutuar de acordo com a intensidade do som da vogal usada nos exercícios ou frases musicais, normalmente ocorre em algum lugar na área logo abaixo do tom da voz falada.

DICÇÃO:
Em seu completo sentido, dicção significa não somente a clareza, beleza, sensibilidade e inteligibilidade de comunicação da língua, mas a total técnica e arte da distribuição do texto cantado, por exemplo: ênfase ou fusão numa palavra, cor emotiva, nuança, continuidade da linha melódica, etc. As vogais são os veículos da voz e assim, são ressonadas através de todas as áreas de ressonância. A posição da língua e forma da boca, são fatores que contribuem para a formação da vogal. As consoantes são formadas na região da boca pelo movimento dos lábios, língua, dentes e palato. Cada movimento não deve perturbar a liberdade da garganta de produzir os sons.

APARELHO RESPIRATÓRIO:
Para uma boa realização no canto e na fala é preciso ter controle da respiração. A respiração e a postura estão intimamente interligados. Para realizar uma respiração correta é preciso estar numa postura adequada. A respiração é uma função vital que, no canto, aprendemos a controlá-la.

A respiração, sempre que possível deve ser nasal, pois assim o ar é filtrado e aquecido pelas narinas.

A respiração usada para o canto recebe às vezes nomes diferentes, dependendo do autor. Alguns a chamam costo-diafragmática, outros abdominal-intercostal. O fato é que devemos encher desde a base do pulmão, suas laterais até às costas, sem levantar os ombros. " Quando se pede aos alunos, no início das aulas de fala ou de canto, para inspirarem profundamente, 80% inspiram com uma elevação forçada das costelas e das clavículas, mantendo os músculos abdominais contraídos, erguendo os ombros, ficando vermelhos no rosto e pescoço... Esta respiração forçada tem conseqüencias desastrosas, em primeiro lugar para a voz. Deve-se também praticar a inspiração rápida, quer dizer, inspirar a maior quantidade de ar em menor tempo possível, após ter dominado esses movimentos corretamente.


Dúvidas? Procure um Fonoaudiólogo.
Nós podemos lhe ajudar!

Dra. Roberta Pereira
Fonoaudióloga - Crfa.10822/RJ

Contatos: 21 2143-3451 Celular: 21 9926-9900
Nextel: 21 7712-4670 / ID:14*12367

Homepage: http://fonoaudiorj.wix.com/fonoaudiologia
Blog: http://www.fonoaudiologarj.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário! Por favor aguarde a liberação do mesmo.

Postar um comentário